Email:

pelvic.care.ft@gmail.com

Lisboa, Portugal

Soraia Coelho

Tlm: 966106708

  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • Instagram - Black Circle
  • LinkedIn - Black Circle

© 2017 por Soraia Coelho. Todos os direitos reservados.

Fotografias pessoais por Bless

Pelvic Care Blog

Entrevista - O que eu mudava no meu pós-parto: reabilitação pélvica (com a fisioterapeuta Soraia Coelho)

 

 

No que toca à saúde pélvica e recuperação da tonicidade do meu pavimento pélvico, o meu pós-parto esteve longe do ideal (para ficar a par dos problemas que tive leia este artigo). Por um lado, é certo que o acompanhamento que recebi de início, que infelizmente corresponde ao que a generalidade das mulheres recebe nesta fase tão delicada, não foi suficiente ou foi mesmo dotado de informações erradas. Por outro lado, reconheço que fui um pouco descuidada na recuperação do meu corpo nesta fase, até largos meses após o parto, quando decidi finalmente procurar ajuda.

 

Infelizmente, penso que muitas mulheres se identificam com o meu caso e por isso convido-te a ti Soraia, enquanto fisioterapeuta especialista em reabilitação pélvica, para nos ajudares a identificar o que esteve errado no meu pós-parto e a delinear um pós-parto mais harmonioso no que diz respeito à saúde pélvica da mulher.

 

J: Nos primeiros 5-7 dias após o parto não sentia grande controlo da minha bexiga. Quando tinha percepção da vontade de urinar, muitas vezes já era tarde demais. Comentei com uma enfermeira ainda maternidade, mas ela não deu grande importância e aconselhou-me apenas a ir à casa de banho com maior frequência. É normal uma mulher ter estes sintomas logo após o parto? Há alguma coisa que a mulher possa fazer nesta fase? (Relembro que foi um parto com ventosa.)

 

Ft. Soraia: A gravidez é uma das fases mais normais de disfunção. Os seus ligamentos encontram-se laxos, a sua postura descoordenada e desalinhada, o útero cresce exponencialmente, os órgãos são puxados para o lado, o centro de gravidade desloca-se para fora, rapidamente ganha peso, e alguém passa os seus dias a dar pontapés dentro da sua barriga. A gravidez e o parto inevitavelmente deixam uma marca no corpo da mulher.

 

Preferencialmente a mulher deveria ter feito na altura do pré-parto sessões de preparação pélvica para o parto de forma a apreender como contrair a musculatura pélvica. Mas não só contrair, também aprender a relaxar. E não é tão estranho assim. Muitas mulheres em vez de contraírem o pavimento pélvico, contraem os glúteos, abdómen, cruzam as pernas ou alongam o períneo. Por isso nunca podemos garantir apenas visualmente ou apenas com comandos verbais se a mulher está a realizar de forma correta os exercícios. Os músculos situam-se interiormente na zona pélvica.

 

Sabendo como realizar estes exercícios, mal a mulher se sinta bem no seu pós-parto, pode iniciar exercícios recomendados de forma a ir fortalecendo gradualmente. No entanto, esta situação é sempre muito generalizada. Terá de ser avaliado caso a caso.

 

 

Quer ler mais? Carregue aqui:

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Destaques

Devo preparar o meu pavimento pélvico para o parto?

June 17, 2019

1/1
Please reload

Arquivo
Please reload

Categorias
Please reload