Pelvic Care Blog

Tecarterapia na reabilitação pélvica? O que esta nova técnica pode fazer por si.


A Tecarterapia, também conhecida como Tecar, é um tratamento eletromédico que permite uma recuperação mais rápida de traumas e doenças inflamatórias do sistema musculo-esquelético e uroginécologico. Difundido especialmente no campo da fisioterapia, a Tecar prevê o uso de um dispositivo muito particular, baseado no princípio físico do condensador, sendo capaz de gerar calor dentro da área anatómica que necessita de cuidados. A terapia tecar pode funcionar de duas maneiras:

  • modalidade capacidade, adequada para o tratamento de patologias dos tecidos moles,

  • modalidade resistiva, indicada para o tratamento de patologias ósseas, articulares, da cartilagem, etc.

Dependendo da energia fornecida pelo dispositivo, os efeitos biológicos da Tecar são principalmente três:

  • aumento da microcirculação,

  • vasodilatação

  • aumento da temperatura interna

Esta terapia é capaz de reduzir a dor (ação anti-álgica) e acelerar a reparação natural dos tecidos. Tudo isto se traduz num encurtamento tangível dos tempos de recuperação.

Como funciona

A terapia tecar é uma forma de termoterapia endógena:

  • A palavra "termoterapia" significa "terapia baseada no calor". O uso de calor para fins terapêuticos, especialmente na presença de doenças musculares e articulares dolorosas, é comum há várias décadas. Algumas termoterapias que precederam a Tecar e que ainda estão em uso hoje são: infravermelho, ultra-som e o laser (laserterapia).

  • O termo "endógeno" refere-se ao fato de que o instrumento para a Tecar induz a produção de calor a partir do interior do corpo (calor endógeno). No caso dos infravermelhos, do ultra-som e do laser, o equipamento é que emite o mesmo calor. Isso significa que o calor é exógeno, isto é, vem de uma fonte externa ao corpo.

A peculiaridade da Tecarterapia é que o instrumento em uso estimula a produção de calor (que é uma forma de energia) pelo sujeito a ser tratado. Noutras palavras, faz com que o corpo do paciente colabore activamente, para alcançar uma cura mais rapidamente.

Método de Uso

O dispositivo Tecar pode funcionar em dois modos: modo capacitivo e modo resistivo. A modalidade capacitiva é indicada para o tratamento de problemas de tecidos moles, com baixa resistência à corrente, como músculos, pele, tecido conjuntivo, vasos sanguíneos e vasos linfáticos. A modalidade resistiva, por outro lado, é ideal para o tratamento de lesões teciduais com alta resistência ao fluxo de corrente, como ossos, articulações, tendões, ligamentos, cartilagens, etc. Diante disso, fica claro que a escolha de como usar a Tecar depende exclusivamente do tipo de tecido biológico em que devemos actuar.

  • No modo capacitivo, o uso de uma placa isolada é o que permite actuar especificamente nos tecidos moles.

  • Em modo resistivo, é o uso de uma placa não isolada que permite actuar ao nível dos tecidos com uma alta resistência à corrente.

Efeito

Os efeitos biológicos, produzidos pelo Tecarterapia, são três e consistem, resumidamente, em:

  • Incremento da microcirculação

  • Vasodilatação

  • Aumento da temperatura interna

De acordo com os resultados de váriosestudos científicos realizados a este respeito, a obtenção desses efeitos depende do nível de energia que o dispositivo Tecar, nas mãos do terapeuta, transfere para as placas. De facto, para obter um aumento na microcirculação, o terapeuta deve colocar o instrumento num nível baixo de energia (atermia); para obter vasodilatação, deve funcionar em um nível de energia intermediário (meio-térmico); finalmente, para obter um aumento na temperatura interna, deve-se regular o dispositivo de tal forma que ele forneça um alto nível de energia (hipertermia). Em essência, os níveis de energia são três e cada um deles está associado a um efeito biológico diferente.

Efeitos Biológicos

O aumento da microcirculação consiste no aumento da circulação sanguínea dentro dos vasos de menor calibre, como capilares, vênulas, arteríolas, etc. Isso envolve pelo menos duas consequências relevantes:

  • Um aumento nas transformações de energia, resultando numa maior produção de ATP, pelas células afetadas.

  • Um aumento no consumo de oxigênio nas camadas mais superficiais dos tecidos.

O aumento da microcirculação é indicado para reduzir a dor e / ou inflamação na fase aguda, para tratar lesões musculares na fase aguda e diminuir o edema.

Vasodilatação consiste num aumento no calibre dos vasos sanguíneos, tanto arteriais como venosos. Entre as consequências associadas à vasodilatação estão:

  • O aumento no volume de sangue que flui dentro dos vasos.

  • Um aumento adicional na produção de ATP pelas células afectadas.

  • Um aumento no consumo de oxigênio pelos tecidos afectados.

  • Uma melhoria da circulação linfática.

  • Um aumento nos processos naturais de reparação tecidual.

  • Um aumento perceptível na temperatura interna. Em geral, o paciente percebe esse aumento logo abaixo da área em que o terapeuta aplicou a placa móvel.

A vasodilatação é indicada para resolver contraturas musculares e alterações ao nível do sistema circulatório, melhorar a drenagem linfática e o trofismo muscular, etc.

O aumento da temperatura interna consiste na produção consistente de calor endógeno, por parte da área anatómica tratada. O aumento da temperatura interna é seguido por:

  • Vasodilatação adicional e aumento adicional do fluxo sanguíneo.

  • Melhoria adicional de circulação linfática e drenagem.

  • Um aumento adicional nas transformações de energia, que culminam com uma maior produção de ATP.

  • Um aumento adicional nos processos de reparação celular.

  • Uma sensação distinta de calor ao nível da área tratada.

O aumento da temperatura é indicado para resolver inflamação crônica, fibrose tecidual, etc.

Os principais efeitos do calor endógeno

  • Produção de calor endógeno mesmo em profundidade

  • Diminuindo a viscosidade do músculo e tecido conjuntivo

  • Circulação sanguínea aumentada

  • Estimulação da drenagem linfática

  • Aumento da atividade metabólica

  • Aumento da oxigenação tecidual

  • Maior oferta de substâncias nutritivas

  • Eliminação rápida de resíduos e catabolitos

  • Aceleração de processos regenerativos

  • Libertação de endorfina e redução da dor

Indicações

No campo da urologia, ginecologia e proctologia, a Tecarterapia é amplamente

utilizada na recuperação de:

  • Dor pélvica

  • Vulvodinia

  • Vaginismo

  • Dispareunia

  • Episiotomias

  • Lacerações

  • Aderências cicatriciais

  • Fibroses

  • Incontinência urinária

  • Incontinência fecal

  • Obstipação crónica

  • Pós cirurgico

  • Edemas

  • Prostatite

  • Pós prostectomia

  • Melhorar o trofismo vaginal

  • Prolapsos

Efeitos indesejáveis

Tecarterapia é um método de tratamento seguro que não envolve efeitos colaterais significativos. O superaquecimento da área tratada, mesmo quando o instrumento fornece um alto nível de energia, é amplamente tolerável.

Contra-indicações

  • Gravidez

  • Febre

  • Células Cancerígenas

  • Pace maker

  • Redução da Sensibilidade,

  • Insensibilidade à dor e as variações da temperatura.

  • Paraplégia ou tétraplégia

  • Distúrbios de coagulação

  • Queimaduras

  • Infeções

  • Cartilagem de crescimento

  • Hipotensão

  • Micoses

  • Doenças Sexualmente Transmissíveis

  • Infeções

Precaução: material de Osteossíntese

Resultados

Um estudo recentemente realizado em Marselha, onde se focaram em como a terapia poderia ajudar na dor pélvica, os resultados demostram que houve uma redução das queixas dolorosas em 98%. (Haute fréquence et douleur périnéale du post-partum, sage-femme Marine Golka)

Benefícios

Resultados apreciáveis ​​em poucas sessões, grande precisão no alvo a ser tratado, efeitos positivos mesmo em tecidos muito profundos e a ausência de contra-indicações e efeitos colaterais significativos são as principais vantagens que tornam a Tecarterapia uma solução terapêutica confiável e segura.

#Saúde #PavimentoPélvico #Prolapsos #Sexualidade #Obstipação #Cesariana #Pósparto #Prostectomia

Destaques
Arquivo
Categorias

Email:

pelvic.care.ft@gmail.com

Lisboa, Portugal

Soraia Coelho

Tlm: 966106708

  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • Instagram - Black Circle
  • LinkedIn - Black Circle

© 2017 por Soraia Coelho. Todos os direitos reservados.

Fotografias pessoais por Bless